13/07/2017 - “Frutificando Saberes e Sabores no Campo” em Abaetetuba

Emater realiza em parceria capacitação em processamento de frutas em Abaetetuba

Quarenta e dois participantes, entre agricultores, não agricultores, extensionistas rurais da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado do Pará (Emater-Pará), funcionários da Prefeitura Municipal, e até um estrangeiro (venezuelano), residentes de várias comunidades do município de Abaetetuba, participam desde o dia 10 até o dia 21 deste mês, do curso de capacitação em ‘Processamento de Frutas’; resultado do Projeto “Frutificando Saberes e Sabores no Campo”, realizado em parceria entre Emater, Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai), e Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar).

Segundo a tecnóloga em alimentos e mestra em Agricultura Familiar e Desenvolvimento Sustentável, Brenda Claude Arrais Cruz Zamurim, técnica da Emater capacitada como multiplicadora do Projeto “Frutificando Saberes e Sabores no Campo”; “os participantes estão extremamente animados nas aulas, pela oportunidade de realizar este treinamento e aprender as melhores formas de armazenamento dos alimentos e processamento de frutas regionais como açaí, cupuaçu, jambu, dentre outras”. No curso, os participantes têm a oportunidade de conhecer assuntos relacionados às boas práticas de fabricação, processamento de polpa, doces, compotas, licores, entre outras atividades.

Zamurim disse que o treinamento no despolpamento do açaí, produto de destaque na região, “sobressai-se ao apresentar etapas antes desconhecidas na prática local, mas consideradas essenciais para a produção de uma polpa de açaí de qualidade, como a lavagem com solução clorada e o branqueamento, importantes para a produção de um produto livre de contaminação microbiana e do protozoário da doenças de chagas”.

A capacitação em ‘Processamento de Frutas’, para o engenheiro agrônomo, Celso Puget, coordenador técnico, e um dos responsáveis pelo Projeto “Frutificando Saberes e Sabores no Campo”, “está formatada para revolucionar o meio rural”. E explica; “entendemos que essas ações de capacitações itinerantes promovem e apoiam o fortalecimento da cadeia produtiva das frutas, com ênfase na melhoria do processo de verticalização, e ajudam, entre outros benefícios, a melhorar muito a apresentação dos produtos”.

Texto: Edna Moura
Fotos: Acervo Emater