01/03/2012 - Regional de São Miguel do Guamá

Emater reestrutura escritório local de Ulianópolis

Para o atendimento de mais de mil famílias agricultoras assentadas do município de Ulianópolis, nordeste do Estado, o escritório regional de São Miguel do Guamá propôs uma reformulação nas instalações físicas da empresa e, ainda, doou dois carros. A entrega oficial aconteceu, no último dia 28, em reunião com lideranças locais. A equipe local do escritório dobra sua capacidade para o desenvolvimento das atividades correlatas a chamada pública do Instituto Nacional de Colonização de Reforma Agrária (INCRA), vencida pela Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado do Pará (Emater), naquele município.

Na solenidade, o supervisor regional da Emater em São Miguel do Guamá, Henrique José Ferro, discursou sobre a chamada pública SR-01 - que este mês já inicia efetivamente - para as lideranças de comunidades e assentamentos locais, presidentes de sindicatos, representantes do Instituto de Desenvolvimento Florestal do Pará (Ideflor) e Agência de Defesa Agropecuária do Estado do Pará (Adepará), prefeitura e secretária de agricultura municipal, além de outras autoridades locais.

“A Emater em Ulianópolis está sendo reequipada e reestruturada para que possamos realizar um atendimento de qualidade nos assentamentos assistidos nesta chamada pública, além de continuar realizando, com êxito, a assistência técnica e a extensão rural aos agricultores familiares do município”, declarou Ferro que complementou, “após a reunião, o que ficou claro foi sobre a expectativa positiva por excelentes resultados, após o inicio das atividades técnicas da chamada pública, já que iremos realizar os PDAs e PRAs (Planos de Recuperação e Desenvolvimento de Assentamentos), visitas técnicas e unidades demonstrativas”, ressaltou o supervisor regional.

A chamada pública 01 prevê, nos próximos 12 meses, o atendimento nos assentamentos - do núcleo operacional de Dom Elizeu e Ulianópolis (lote 02), de Tailândia (lote 04), de Capitão Poço (lote 05); e da chamada pública 02, núcleo operacional de Bagre (lote 1) e de Melgaço (lote 02).

Para o atendimento das famílias assentadas, a Emater programa, para a primeira quinzena de março, a capacitação dos técnicos contratados, por meio de análise curricular, de diversas áreas da extensão rural.

 

Texto: Kenny Teixeira

Foto: Rafael