26/01/2018 - Regional de Castanhal

Projeto Piloto da Emater beneficia mandiocultores de São João da Ponta

No último dia 22 de janeiro, 25 famílias de quatro comunidades da zona periurbana de São João da Ponta, no nordeste do estado, conheceram detalhes do Projeto Piloto da Agência Nacional de Assistência Técnica e Extensão Rural (Anater) que a Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado do Pará (Emater) está colocando em prática desde o ano passado em 40 municípios paraenses. No caso de São João da Ponta, foram selecionados mandiocultores, que trabalham tanto com o plantio quanto com o beneficiamento, das comunidades Campina, Pacuriúba, Monte Alegre e Retiro. 

Nas propriedades existem também, com o incentivo da Emater, iniciativas de fruticultura, como banana e cupuaçu, a fim de se diversificarem as atividades, para segurança alimentar e geração de renda. 

De acordo com o técnico em agropecuária da Emater Maurício Lima, o Projeto Piloto da Anater vem como fortalecedor das cadeias produtivas, a partir de assistência técnica direcionada, capacitações e recursos específicos: “Além de ser mais um facilitador da difusão de tecnologia sobretudo para as lavouras brancas, para o que a Emater já procede no atendimento regular a essas famílias, com o Projeto Piloto prevê-se mais estímulo à diversificação, de acordo com o interesse das próprias comunidades e com a viabilidade em termos de negócio. A princípio, identificamos interesse para a criação de pequenos animais, como suínos e galinhas caipiras, por exemplo”, explica. 

A reunião para apresentação do projeto e mobilização dos agricultores beneficiários teve o apoio da Associação dos Agricultores de São João da Ponta (APASJP) e do Sindicato dos Trabalhadores Rurais (STTR). A próxima etapa de execução, programada para fevereiro e março, é a realização de um diagnóstico socieconômico, com apontamento de perfis, potencialidades e gargalos.