29/05/2018 - Frutificando saberes e sabores

Emater percorre o estado frutificando saberes e sabores

Desde a implantação do projeto Frutificando Saberes e Sabores 742 pessoas foram capacitadas com a finalidade de otimizar ações dos agricultores e suas famílias, e servir de estímulo às iniciativas de agroindustrialização na busca de processos tecnológicos adequados, melhoria de qualidade do alimento, e expansão das oportunidades de geração de renda e emprego. O Projeto já percorreu os municípios de Abaetetuba, Belém, Castanhal, Capitão Poço, Igarapé-Miri, Marituba, Tailândia e  Irituia. Está em São Miguel do Guamá.

Em São Miguel do Guamá duas turmas concluíram o curso de Processamento de Frutas, dentro do projeto Frutificando, no último dia 25. A  multiplicadora foi a engenheira agrônoma Maria Margarete de Araújo Salomão. As demais turmas no município ocorrerão ao longo de junho e finalizarão no início de julho. Cada turma possui 21 alunos, totalizando 147 pessoas capacitadas em São Miguel.

Na execução do projeto Frutificando Saberes e Sabores, a Emater em parceria com Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai) e Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar), capacitam agricultores, batedores de açaí, funcionários de cooperativas e público em geral com interesse na área. A realização ganha apoio de prefeituras, sindicatos e outras instituições, conforme o contexto de cada local. 

O projeto surgiu de um curso de Processamento de Frutas que aperfeiçoou 13 extensionistas rurais da Emater para atuarem como instrutores itinerantes e multiplicadores no campo, em 2017, a partir de uma atividade desdobrada da parceria com o Senai, que instalara antes, nas dependências do escritório central da Empresa, uma unidade móvel como suporte na realização de cursos na área administrativa. A parceria avançou e formatou o curso de Processamento de Frutas para os extensionistas da Emater, que também contemplou participações de técnicos do Senar e da Ceasa. Esse foi o embrião do Projeto Frutificando Saberes e Sabores no Campo.

De lá pra cá o projeto passou a ser chamado Frutificando Saberes e Sabores  e ficou reconhecido ‘na intimidade’ como “Frutificando”. Sempre teve destacado um DNA revolucionário, como disse coordenador técnico da Emater, Celso Iran Puget: “é um projeto tem tudo para revolucionar o meio rural. Suas ações de capacitações itinerantes são feitas em unidades móveis bem equipadas que percorrem o campo com claros objetivos de promover e apoiar o fortalecimento da cadeia produtiva, pelo aproveitamento das frutas”. 

Texto: Edna Moura

Fotos: Acervo Emater