20/06/2018 - Emater e Sedap reforçam parceria

Emater e Sedap reforçam parceria para avançar nas ações de campo

Reforçar a parceria para avançar nos projetos e ações de campo foi o resultado da reunião realizada hoje, 20, na sede da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural (Emater), entre o presidente do órgão, Daniel Lopes, e o secretário de Desenvolvimento Agropecuário e da Pesca, João Carlos Ramos, acompanhado do diretor de Agricultura Familiar da Sedap, Allan Pombo, e da chefe de gabinete, Carol Quemel.


Uma das parcerias será para o fortalecimento da cacauicultura no Estado, com garantia de apoio à produção por meio de recursos do Fundo de Apoio à Cacauicultura do Pará (Funcacau). Maior produtor nacional do fruto, o Pará hoje tem representante no Comitê Nacional da CocoaAction Brasil - iniciativa para estimular a produção e aumentar a exportação de cacau - e, ainda, na Câmara Setorial do Cacau, em Brasília, com Sedap e Emater integrando esses comitês. “Vamos ampliar as ações no campo com o trabalho em parceria, fundamental para o alcance de bons resultados”, ressaltou Daniel Lopes.


O reforço da parceria também vai ocorrer no programa Pará Produtivo, desenvolvido pelos dois órgãos com objetivo de reduzir a dependência da Região Metropolitana da importação de produtos hortifrutigranjeiros de outros estados. Ele é executado pela Emater, que faz o acompanhamento dos produtores, e abrange um total de 150 agricultores em 11 municípios do nordeste paraense. “A Emater é um dos braços do setor produtivo que atuam diretamente junto ao produtor, por isso a importância dessa parceria para que as ações cheguem efetivamente ao campo”, reforçou o secretário da Sedap.

 
Metas- O presidente da Emater apresentou durante a reunião algumas das prioridades do órgão para os próximos seis meses. Há menos de um mês no cargo, disse que o foco principal será a agricultura familiar, com a melhoria dos escritórios locais e regionais e implementação de programas que beneficiem, sobretudo, o pequeno produtor. Um deles será o Programa de Melhoria e Inovação Tecnológica para Produção de Leite no Sul do Pará. A meta é dinamizar o setor leiteiro na região com a implantação de 35 unidades demonstrativas de produção, contemplando várias fases da cadeia produtiva a fim de melhorar a produção, a coleta do leite até o beneficiamento do produto.


Outros programas são o de Apoio à Mandioca, com o fomento de sementes e adubo para incentivar a produção, e o do Manejo do Açaí, com a implantação de cerca de 40 unidades demonstrativas agroflorestais na região do Marajó, com os escritórios sendo equipados com voadeiras a fim de que o trabalho atinja sete municípios e beneficie em torno de 400 famílias.


A Emater também vai reforçar as ações de assistência técnica e extensão rural nos municípios onde o Instituto de Terras do Pará titulou áreas quilombolas, de assentamentos e de pequenos produtores, citando como exemplos, Bujaru, Igarapé Miri e Moju. Ações também serão realizadas no Baixo Amazonas e Sul/Sudeste do Pará por meio da melhoria dos escritórios que receberão veículos e computadores para intensificar as ações de Ater no campo. “As ações conjuntas com a Sedap são positivas e reforçam o trabalho. Vamos unir essas ações para trabalharmos juntos”, reforçou Lopes.