04/01/2019 - Regional do Marajó

Produtor de búfalo do Marajó recebe mais de R$ 150 mil de crédito rural para aumentar o rebanho

Com projeto do escritório local da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado do Pará (Emater) e liberação do Banco do Brasil (BB), o pecuarista Antônio Araújo, da comunidade Santa Maria do Cujuba, em Gurupá, no Marajó, que produz queijo de búfala, recebeu, na quarta-feira (2), R$ 162 mil de crédito rural da linha Mais Alimentos do Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf) para aumentar o rebanho.

 

De acordo com o chefe do escritório local da Emater em Gurupá, o engenheiro florestal Ted Quemel Fonseca, o valor é recordista no município e representa a progressão do serviço público de ater em relação a socioeconomia: “A pecuária de búfalo, por exemplo, é uma tradição que cada vez mais vem se fortalecendo como mercado. Hoje em dia, consideramos um universo de em torno 200 famílias na atividade.  A Emater tem trabalhado muito para que os produtores expandam os rebanhos e beneficiem os produtos”, diz.

 

Proprietário de uma queijaria artesanal, Araújo administra cerca de 200 animais. Com os recursos do Pronaf, serão introduzidas 80 matrizes da raça murrah.  A previsão é que, em um ano, a produção de queijo-manteiga e queijo coalho, na atualidade de 200 quilos mensais estimados, aumente em até 30%. O queijo é vendido no comércio da região e para o estado vizinho Amapá.

 

Texto: Aline Miranda

Fotos: Acervo/Emater