12/09/2011 - -

Governador do Pará se encanta com o Modelo Rural da Emater

     

 

       Foi com a presença do governador do Estado, Simão Jatene que se encerrou o último dia de funcionamento do Modelo Rural durante a 43ª Exposição e Feira Agropecuária de Castanhal (Expofac). A proposta desenvolvida pela Empresa de Assistência técnica e extensão Rural do Estado do Pará (Emater) foi muito elogiada pelo gestor estadual. Durante a visitação aos 7 mil m2 de estande, que representava várias atividades desenvolvidas pela empresa, o governador recebeu vários presentes. Dentre os espaços, dois chamaram muito a atenção de Jatene, como os espaços “Encantos do Pará” e o de “Plantas Medicinais”.

      A presidente da Cooperativa de Artesãos de Icoaraci, Sineia Hosana, e Mauro Santos, pedagogo da Emater, responsável pelo espaço “Encantos do Pará”, presentearam Jatene com uma urna tapajônica que simboliza a comemoração de vitórias dos índios tapajós perante os indígenas de outras tribos. “Os guerreiros perdedores eram queimados, ossos socados. As cinzas eram misturadas a licor de frutas. Os vencedores bebiam aquele preparado para absorver a coragem e a bravura dos seus adversários”, explicou a pesquisadora que complementou “nosso cacique maior merece essa homenagem”, finalizou.

      Sobre o presente arqueológico que recebeu o governador se disse lisonjeado. “É uma honra ganhar essa urna tapajônica, uma peça com tanta representatividade. Fico muito feliz com esse carinho que recebo”, afirmou Simão Jatene.

    Ainda neste mesmo espaço Jatene conferiu o trabalho dos oito expositores, entre associações e cooperativas de Castanhal. “Trouxemos arte de Ananindeua, Benevides, São João da Ponta, Inhangapí, Marituba, de Castanhal e do distrito de Icoarací, que prepararam esta surpresa para o governador”, revelou Mauro Santos.

      Outro espaço muito apreciado, também pelo público em geral, foi o das “Plantas Medicinais”, organizado engenheiro agrônomo Eduardo Benício Gomes - técnico da Emater especialista em cultivo, manejo e produção de plantas medicinais, aromáticas e condimentares- e Gilson Ferreira Lima, o Castelo, técnico em agropecuária em Terra Alta, responsável pelo manuseio das 42 espécies expostas. “Neste espaço prestamos muitas orientações aos visitantes. Já que todo mundo sabe uma receita caseira, é necessário alertar que as plantas têm um princípio ativo, e assim, é preciso ter cuidado”, disse Benício.

Assessoria de Comunicação - 12/09/011