24/09/2011 - Governador visita estande da Emater no Mangueirão

    

     Seguindo na participação do Pró-Paz Cidadania, neste sábado, dia 24, no estacionamento do Estádio do Mangueirão, a Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado do Pará (Emater) preparou estande para a visitação do público, além de disponibilizar um ônibus para auxiliar na logística de emissão de documentos proposto pelo evento.

     Na programação que iniciou às 8 horas e seguiu até as 17 horas, a Emater mostrou em quatro barracas alguns serviços oferecidos pela empresa e produtos provenientes do trabalho realizado junto a agricultores familiares. Houve explanações, em painéis, sobre o Programa Nacional de Georeferenciamento e Cadastro de Apicultores (PNGEO), criado em 2007, pela Confederação Brasileira de Apicultura e, seguindo a temática do evento, “Meio Ambiente e Cidadania”, de responsabilidade da Engenheira Ambiental, Camila Salim. “Apresentamos um material de fácil compreensão, mostrando que é possível ter atitudes sustentáveis e consumo consciente”, disse.

   Uma força tarefa foi montada para recepcionar o público visitante do Pró-Paz Cidadania. Foi de responsabilidade do Escritório Regional da Ilhas, a demonstração da produção, dos municípios de Santa Bárbara, Ananindeua, Benevides e Marituba, em artesanato e alimentação alternativa, disponibilizada para degustação.

      Outro trabalho exposto foi o da Unidade Didática Agroecológica do Nordeste Paraense (UDB), localizada no município de Bragança. Reconhecida como laboratório de excelência de pesquisa de ater no Pará, em uma área de 100 hectares. Um centro permanente de treinamento para os extensionistas e agricultores familiares da região.

     Na UDB vários projetos acontecem simultaneamente, como agroindústrias – com o processamento do leite, frutas e carne -, recuperação de nascente, horta orgânica, fruticultura e piscicultura. Segundo Téssio dos Santos, técnico em agropecuária, responsável pela UDB, os visitantes do estande da Emater tiveram a oportunidade de “conhecer o trabalho, degustar a produção de compotas e levar pra casa uma grande variedade de produtos”.

Assessoria de Comunicação - 24/09/011