10/10/2011 - -

Emater participa da romaria fluvial do Círio de Nazaré

    

   Com o lema “A riqueza das águas o outro da fé. Ariqueza da terra, o ouro da Emater”, a Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado do Pará (Emater) participou, neste sábado, dia 08 de outubro, do Círio Fluvial 2011 com um barco. Na homenagem a Nossa Senhora de Nazaré estiveram presentes a diretoria executiva da empresa, representantes dos 12 escritórios regionais e 20 funcionários, mais acompanhantes, selecionados através de sorteio.

    Os passageiros do barco “Paraense” se emocionaram durante o Círio Fluvial deste ano, por diversos momentos foi possível ficar bem próximo do navio da marinha que levou a imagem de padroeira paraense. Para a ornamentação da embarcação emateriana foi montada uma equipe de sete pessoas, sob coordenação da assessora Suellen Beckmann. “Foram dois meses de trabalho para deixar tudo pronto. Este é um momento importante para a nossa gestora que é devota de Nossa Senhora de Nazaré”.

     A iniciativa de disponibilizar essa oportunidade a alguns funcionários de participar do Círio Fluvial foi da presidente da Emater, Cleide Amorim. Primeiro Círio da gestora a frente da Empresa, ela fez questão de oferecer a chance para além das pessoas que fazem parte dos cargos de comando da empresa. “Queria poder ter dado essa oportunidade para todos, mas não haveria barco para comportar os mais de mil empregados que temos. Por isso decidi pelo sorteio de 20 vagas com direito a acompanhante”, afirmou.

     Um dos vinte sorteados foi o fotógrafo da empresa, Newton Rosa, em 25 anos de trabalho na Emater esta é a primeira vez em que um gestor ofereceu essa oportunidade. “Essa foi a primeira vez que a diretoria abriu para os funcionários fazerem parte. O sorteio foi a forma mais justa, somos todos iguais, como no sentido do Círio em que todos nós somos iguais aos olhos da mãe maior”, disse.

Círio Fluvial

     Segundo Marco Romero, guia do barco “Paraense”, esta homenagem nas águas foi criada em 1985 como uma forma das comunidades ribeirinhas e pescadores da região agradecerem graças alcançadas e pedir bênçãos as atividades pesqueiras do ano subseqüente. Anos depois, pela proporção que a homenagem tomou, passou a fazer parte do calendário oficial do Círio de Nazaré. Atualmente são cerca de 15 quilômetros de percurso na baía do Guajará, na orla de Belém, com saída do Porto Cristovão Colombo, no distrito de Icoarací até a Estação das Docas.

     Para o diretor técnico da Emater, Humberto Reale a participação da empresa nesta romaria, em especial, foi uma forma também de homenagear parte do público alvo atendido pelos extensionistas da empresa, os ribeirinhos. No trajeto da romaria das águas, ele chamou a atenção para a diversidade dos locais de origem dos barcos que acompanhavam a procissão, como: Ponta de pedras, Muaná, Mosqueiro, Bragança e até Macapá. “É importante estamos juntos neste momento de manifestação cultural, pois passamos o ano inteiro, todos os dias, com essas pessoas, oferecendo a elas uma melhora na qualidade de vida”, declarou.

Assessoria de Comunicação - Kenny Teixeira - 11/10/011