24/11/2011 - -

Emater sedia Oficina de Planejamento Estratégico para o Turismo Rural

Representantes da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado do Pará (Emater), da Secretaria de Estado de Agricultura (Sagri), Companhia Paraense de Turismo (Paratur), em parceria com Federação da Agricultura e Pecuária do Pará (Faepa) estarão reunidos de ontem (23) até o dia 25, na Unidade Didática Agroecológica do Nordeste Paraense (UDB), para a realização da Oficina de Planejamento Estratégico para o seguimento do Turismo Rural.

A ação conjunta, proposta governamental de integração, vem acontecendo desde a assinatura do termo de cooperação para estimular o turismo rural do Estado e intensificada após o lançamento do Plano Estratégico de Turismo Rural, no início de novembro.

O presidente da Paratur, Adenauer Goes, em discurso, durante a abertura, revelou que este momento foi pensando para a construção de um modelo político-institucional para o desenvolvimento do turismo rural no estado do Pará. “A partir do nivelamento de conhecimento sobre o tema e com a sensibilização dos participantes para a importância de um trabalho integrado e da definição das bases estruturantes, será possível a formalização do Programa de Turismo Rural Paraense”.

Na proposta de cooperação técnica ficou na responsabilidade da Emater, por meio do Laboratório de Geotecnologias (Labgeo) da empresa, mapear as propriedades rurais familiares com potencial turístico no estado. Assim, segundo o geógrafo da Emater, Jamerson Viana, o ponto alto deste encontro está na apresentação da Proposta do Sistema de Informações Geográficas para o segmento Turismo Rural que deve acontecer no último dia de encontro.

Dentre as etapas da oficina está previsto para hoje à tarde (24) o planejamento das ações para turismo rural no estado do Pará, com o objetivo de identificar os princípios orientadores para o segmento do turismo rural, definindo as diretrizes e identificando as instituições e organizações envolvidas, com respectivos prazos de operacionalização. Para assim, identificar as fontes passíveis para a captação de recursos.