PRS

Emater é parceira na capacitação de produtores rurais em técnicas de produção e conservação sustentável

Produtores rurais de dez municípios paraenses serão capacitados em técnicas de produção e conservação sustentável no âmbito do Projeto Rural Sustentável (PRS), que tem o propósito de melhorar as práticas de uso da terra e manejo florestal. A oportunidade iniciou hoje (28), em Marabá, e acontecerá ao longo do segundo semestre, nos municípios de Dom Eliseu, Ipixuna, Medicilândia, Paragominas, Rondon do Pará, Santana do Araguaia, Tailândia, Tomé-Açu e Tucumã. A Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado do Pará (Emater-Pará), é parceira nesta ação desenvolvida com o PRS, principalmente com acompanhamento técnico das capacitações dos agricultores, em todos os municípios envolvidos.

O PRS é fruto de uma parceria entre o governo do Reino Unido, o governo do Brasil e o Banco Interamericano de Desenvolvimento, com foco em ações para o desenvolvimento da agricultura de baixa emissão de carbono nos biomas Mata Atlântica e Amazônia. O propósito é melhorar as práticas de uso da terra e manejo florestal pelos pequenos e médios produtores rurais. O projeto incentiva o desenvolvimento rural sustentável e a conservação da biodiversidade, ao mesmo tempo em que contribui para o cumprimento dos objetivos do Plano de Agricultura de Baixa Emissão de Carbono (Plano ABC). Oferece a oportunidade de ganhos financeiros para os produtores rurais e agentes de assistência técnica, além de possibilidade a aquisição de conhecimentos relacionados à gestão sustentável da propriedade rural e nas tecnologias de baixo carbono.

Os produtores rurais participantes serão apresentados a casos de sucessos, nos Dias de Campo que acontecerão em propriedades rurais previamente selecionadas, e que já adotam uma ou mais tecnologias de baixa emissão de carbono apoiadas pelo Projeto, como, por exemplo, o Manejo Sustentável de Florestas Nativas ou o Sistema de Integração Lavoura-Pecuária-Florestas (ILFP). Foram identificadas, no estado, até o momento, 35 propriedades com essas características e que poderão funcionar como Unidades Demonstrativas (UD’s) para realização dos Dias de Campo.

 

Texto: Edna Moura - 28/07/2017