Projeto Integrado de Ater

Reunião trata do início das atividades do projeto integrado de ater para produtores de cacau

Na última quinta-feira (22), uma reunião no gabinete da superintendência da Comissão Executiva de Planejamento da Lavoura Cacaueira (Ceplac), entre técnicos da Ceplac, da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado do Pará (Emater-Pará), e da Secretaria de Desenvolvimento Agropecuário e da Pesca (Sedap), tratou de dar início às atividades do Projeto Integrado de Assistência Técnica e Extensão Rural (Ater), que atenderá inicialmente 750 produtores, em 9 municípios: Acará, Altamira, Anapú, Cametá, Mocajuba, Novo Repartimento, Pacajá, Tomé Açu, Tucumã e Vitória do Xingu.

O Projeto foi aprovado em 2017 junto ao Conselho Gestor do Fundo do Fundo de Apoio à Cacauicultura do Estado do Pará (Funcacau) no valor de 1.250.000,00, para sua execução apresentado conjuntamente pela Emater, Sedap e Ceplac.

O projeto será executado integralmente em 4 anos impactando sobre 3.500 famílias que trabalham com cacau. O acompanhamento, monitoramento e avaliação, serão feitos por equipes técnicas da Emater e Ceplac. A proposta visa o crescimento da cacauicultura no Estado, por meio de prestação diferenciada de serviços de ater, com ações de promoção de qualificação técnica, gerencial e organizativa dos agricultores familiares, intensificação tecnológica para aumento da produtividade, preservação ambiental, expansão de cultivos de cacau em sistemas agroflorestais em bases agroecológicas, monitoramento da praga “broca do cacau e cupuaçu”, e fortalecimento e sustentabilidade das Unidades de Produção Familiar.

Foto: Acervo Emater

Texto: Edna Moura - 28/02/2018