Quintais Produtivos

Emater executa modelo de autoabastecimento sustentável com quintais produtivos em Capanema

Da proposta inicial apresentada pelo engenheiro agrônomo Jairo Eiras, supervisor do Regional Capanema, de recuperar áreas alteradas de agricultores familiares no programa de autoabastecimento municipal, do PPA estadual, a ideia se substanciou com implantação de sistema de agricultura itinerante com cultivos integrados e sustentáveis, ampliando a base produtiva local e regional, incorporando criação de animais de pequeno porte, assegurando renda para núcleos familiares, tornando produções de alimentos autossuficientes, e combinando outros projetos sustentáveis, com implantação de campos de produção de mudas e quintais produtivos, interagindo com outros programas e projetos sociais.

Tal Modelo impeliu o presidente da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado do Pará (Emater-Pará), engenheiro agrônomo, Paulo Amazonas Pedroso, a expandir as apresentações do projeto na busca por mais parceiros em sua execução. Deu certo. Atualmente a Emater, e os produtores, no município e em todo Regional Capanema, contam com muitos apoiadores na execução desta prática sustentável: Sedap, Ideflor-bio, universidades, prefeituras, câmaras, sindicatos, cooperativas, associações, entre outros valiosos parceiros.

Em 2017, o projeto Quintais Produtivos, teve o número de famílias participantes ampliado de 50 para 200. Jairo Eiras informa que em 2017 houve a expansão do projeto, com a inclusão do Projeto Água, que cobre diversos aproveitamentos do recurso, como captação de água da chuva e construção de poços artesanais; além da consolidação do município na Rota Turística Belém-Bragança, sobretudo no papel de fornecedor de alimentos. As metas previstas para o final de 2018 totalizam, pelo menos, 380 famílias incluídas no projeto, e realização de diversos cursos de capacitação: montagem e boas práticas de quintais produtivos; plantas medicinais, cultivo e utilização; produção de compostos orgânicos; horticultura básica; preparo de alimentos saudáveis; enxertia de mudas; reconhecimento e controle natural de pragas; mercado e comercialização de produtos da agricultura familiar, entre outros.

A execução do projeto contempla dois tipos de quintais interligados: um com 30 e outro cultivando em torno de 15 culturas trabalhadas. Os projetos começaram com limpeza de áreas físicas, simultaneamente à implantação do Campo de Produção de Mudas produzindo diversas mudas: cupuaçu, açaí, acerola, abacaxi, banana e ingá, para abastecer os Quintais Produtivos, que trabalham, além de fruticultura, também com plantas medicinais e hortaliças. O escritório local de Capanema já fez até evento “especial” na propriedade do agricultor José Galvão da Silveira, na 7ª Travessa, quando apresentou o viveiro de produção de mudas. Depois disso já teve visitas coletivas a quintais produtivos, na 6ª e 7ª Travessas, com produtores das comunidades rurais que aderiram o projeto, e que estão incluídos no trecho da Rota Turística Belém-Bragança.

Fotos: Acervo Emater

Texto: Edna Moura - 08/05/2018