Regional Santarém

Emater realiza uma série de práticas sustentáveis em nove municípios do regional Santarém

Incentivo ao consumo de alimentos saudáveis, oficinas, capacitações, cursos, palestras, visitas técnicas, são algumas realizações feitas incessantemente pela Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Pará (Emater-Pará), que estão inclusas na missão de incentivar práticas sustentáveis. E nos nove municípios pertencentes ao Regional Santarém (Belterra, Curuá, Faro, Juruti, Mojuí dos Campos, Óbidos, Oriximiná, Santarém e Terra Santa), as ações de Assistência Técnica e Extensão Rural (Ater), ocorrem em série, acompanhadas de perto pela equipe de Acompanhamento, Monitoramento e Avaliação (AMA) do Regional.

No último dia 6, por exemplo, a Emater fez Demonstração Técnica (DT) de plantio de espécies frutíferas e florestais na comunidade Boa Fé, em Mojuí dos Campos, na propriedade do produtor Fábio Silva, cumprindo uma etapa na implantação de Sistema Agroflorestal (Saf) para recuperar áreas contempladas no Projeto de Restauração Florestal por meio de Sistemas Agroflorestais (ProSaf). “O Saf se consolida como estratégia por recompor o passivo ambiental e contemplar a diversidade produtiva com arranjos propostos que respeitam a aptidão do agricultor, sem perder a perspectiva de geração de renda, características marcantes na agricultura familiar”, disse o supervisor regional, Rosivaldo Colares.

Algumas das ações da DT: apresentações do ProSaf, capacitações sobre produção de mudas, dinâmicas básicas dos arranjos culturais trabalhados (maracujá, laranja e cumaru), orientações sobre preparo de áreas, abertura de covas, espaçamentos, adubações e manejos adequados; incentivadas pelo Instituto de Desenvolvimento Florestal e da Biodiversidade do Estado do Pará (IdeflorBio), atendem oito famílias de agricultores assistidas no local. Elas são vinculadas à Cooperativa Mista Agroextrativista do Tapajós (Coomaplas), organização beneficiada pelo ProSaf. Além de técnicos da Emater dos escritórios local de Mojuí e Regional Santarém, participaram técnicos de várias instituições parceiras.

Outras atividades foram feitas pela Emater na Reserva Extrativista (Resex) Tapajós-Arapiuns, amparadas no termo de reciprocidade celebrado com o Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), que permite assistência técnica a extrativistas, ribeirinhos, pescadores artesanais e agricultores tradicionais visando o desenvolvimento rural agroecológico na área. Em Santarém, o atendimento, a princípio, ocorre no Alto Arapiuns, em comunidades carentes e isoladas. “Outras localidades, com apoio dos escritórios regionais da Emater, em Altamira, Tapajós e Médio-Amazonas serão alcançadas", explicaColares.

Dentre muitas ações, há em Santarém, Belterra e Terra Santa, o Projeto Horta. Dele decorre palestras, plantios, construção de canteiros,cursos, aplicação de técnicas e tecnologias de conservação de energia, solos e água. São demandas para melhorar a alimentação, estimular estudantes, pais e professores no processo de replicação de conhecimentos teóricos e práticos. É uma das estratégias de orientação de cultivo que contribui para a segurança alimentar, sem uso de agrotóxico. Em Santarém o Projeto Horta contempla atividades  de produção de hortaliças orgânicas, plantas medicinais e compostagem, que difundem tecnologias de base agroecológicas na Escola de Educação Infantil Irmã Dorothy, conhecida como Escola do Campo, de tempo integral e regime itinerante, que conta com colaboração de voluntários no Espaço Agroecológico Caminho das Pedras, na comunidade Caranazal.

Muitas outras ações, como cursos, oficinas, debates, entregas de certificações em olericultura agroecológica e Cadastro Ambiental Rural (Car), distribuição de mudas e palestras aconteceram nas semanas do Alimento Orgânico e Meio Ambiente para incentivar famílias de agricultores e a população em geral em Santarém e Belterra sobre as temáticas. 

E a atualização de técnicos também ocorrem permanentemente, como a Oficina de Elaboração de Proater e Planilhas SigPlan, feita no auditório do Centro Regional de Governo para atualizar técnicos em Modelo Referencial e Termo de Referência do Proater Municipal; e em atuação de Crédito Rural, esta última com presença de representantes do Banco da Amazônia.

Fotos: Acervo Emater

Texto: Edna Moura - 14/06/2018