Agrifal 2012

 

Ilha temática na Agrifal retratará a biodiversidade e o turismo rural paraense

Dentro da Feira da Agricultura Familiar da Amazônia Legal (Agrifal), realizada pela Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado do Pará (Emater) dos dias de 25 a 27 de maio, no Hangar Centro de Convenções e Feiras da Amazônia , foi pensado um percurso de seis ilhas temáticas que dará ao visitante a oportunidade de conhecer e interagir com informações técnicas sobre os produtos e serviços oriundos de empreendimentos familiares. A maior em estrutura e visibilidade será a Ilha da Sociobiodiversidade e Turismo Rural.

Serão 36m² representando o valor imaterial da produção familiar: a tradição quilombola na produção de panelas de barro de Abaetetuba; a opção de turismo rural do Eixo Forte de Santarém e as cuias confeccionadas por mulheres de povos tradicionais; a ilustração de uma propriedade tipicamente de turismo rural de Bragança; tradições religiosas impressas na afrodescendência.

Para a engenheira florestal da Emater Daniella Mônica Souza, coordenadora desta ilha temática, o visitante poderá observar a sociobiodiversidade na prática. “Antes era visto apenas como artesanato, mas coleta de sementes, óleos, tudo é trabalhar essa temática. E isso se dá na Emater, nossos técnicos – com a mistura da interdisciplinaridade – trabalham essas questões com as comunidades, valorizando-as e dando um sentido real e econômico”, destacou.

Para o atendimento do público serão seis técnicos da Emater e 12 produtores atendidos para demonstrar a diversidade das regiões de Abaetetuba, Bragança e Santarém. Nessas localidades a Emater já realizou grandes trabalhos de Assistência Técnica e Extensão Rural, por meio de chamadas públicas. “Todo público da Emater é produtor de sociobiodiversidade. Mas o porquê e pra quem ele produz é o caracteriza o mercado comum ou solidário”, ressaltou Daniella Mônica.

Nesta ilha temática serão expostos: cestaria e bonecas feitas da fibra do açaí; um torno para confecção, por quilombolas, de panelas (ao vivo); barco representativo do Eixo Forte de Santarém; representatividade do sincretismo religioso; cuias de Santarém – também para venda. Mas o diferencial será a oportunidade dos visitantes receberem uma “benção” de uma benzedeira quilombola e a chance de ter os cabelos transformados com penteados afros. “Informamos que o trabalho estilizado nos cabelos também será ofertado, por um preço simbólico, no Armazém de Serviços”, destacou a coordenadora da Ilha da Sociobiodiversidade e Turismo Rural.

 

Serviço: A Ilha temática na Agrifal retratará a biodiversidade e o turismo rural paraense funcionará das 14h às 22h (acesso livre e gratuito), no Hangar – Centro de Convenções da Amazônia. Contato: Iolanda Lopes (assessora de imprensa da Emater): (91) 9168-0535 ou 8883.9329

Texto: Kenny Teixeira - 18/05/2012