Fármacia Viva.

 

No município de Parauapebas, sudeste paraense, acontecerá nos dias 08, 09 e 10 deste mês, o curso de capacitação em cultivo – manejo e produção de plantas medicinais promovido pela Empresa de Assistência técnica e Extensão Rural do Estado do Pará (Emater), através do escritório local do município e parceria com a Pastoral da Saúde do município. Cerca de 20 participantes receberão instruções para incentivar o cultivo de plantas com efeito medicinal comprovado para a construção de uma farmácia viva na zona rural do município.
 
No espaço físico da pastoral da saúde de Parauapebas, que fica na cidade, há algum tempo já foi construída a primeira Farmácia Viva do município. Pela positividade da experiência e a possibilidade de gerar melhoria de vida para as pessoas que vivem no interior, veio a ideia de levar essa experiência para o campo. Procurados pela Pastoral, a Emater se prontificou em ministrar esse curso que vai dar noções de plantio, incentivo de cultivo, farmacologia e posologia foi o que explicou Raimundo Jorge Lima, técnico da Emater que coordena este curso.
 
O curso será ministrado pelo engenheiro agrônomo Eduardo Benício Gomes, técnico da Emater especialista em cultivo, manejo e produção de plantas medicinais, aromáticas e condimentares. Ainda segundo Raimundo Jorge o que será ministrado no curso passa longe de automedicação, fator este abominado pelos técnicos. “O nosso objetivo é contribuir para a melhora da saúde da comunidade, oferecendo uma alternativa de prevenção e tratamento para diversas doenças”, reforçou.  
 
Dentro do conteúdo programático está um breve histórico sobre plantas medicinais, a boa escolha do local para a plantação e as espécies a serem cultivadas, os aspectos botânicos das plantas, cuidados diários, o processo da produção desde o plantio até a colheita, comercialização da produção e a transformação das ervas medicinais em fitoterápicos. “Daremos preferência as plantas que essas pessoas já conhecem como alfazema, noni, babosa, hortelã, cordão de frade, entre outros. Levamos em consideração a tradição e o saber popular”, disse o técnico responsável.
 
Para participar deste curso foram selecionadas cerca de 20 agricultores familiares provenientes dos municípios de Parauapebas, Curianípolis, Canaã dos Carajás e Palestina do Pará. “vamos incentivar também que estas pessoas sirvam como multiplicadoras do conhecimento, levando as comunidades de origem o que será ministrado neste curso”, finalizou Raimundo Jorge.
 
Serviço: O curso acontece nos dias 08, 09 e 10 deste mês na sede da Pastoral da Saúde de Parauapebas. No dia 08 será a partir das 18 h, já nos dias 09 e 10 a atividade será o dia todo.
Texto: Assessoria de Comunicação - 22/07/2011