Com apoio da Emater, Festa do Produtor em Alenquer resgata tradição e beleza da vida rural

22/11/2023 13h50 - Atualizada em 22/02/2024 02h20
Por Aline Miranda

Foto: Divulgação

Neta e filha de agricultores, a auxiliar de veterinária Adélia Carvalho, de 17 anos, é a Rainha 2023 da zona rural de Alenquer, no Baixo Amazonas.

 Eleita agora em novembro na Festa do Produtor Rural, organização do escritório local da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado do Pará (Emater) em parceria com a Prefeitura, a jovem conquistou o título com uma fantasia inspirada em banana, principal atividade socioeconômica  da comunidade onde vive, Morada Nova.

A 17ª edição do evento realizou-se na Goianinha, no km 8 da rodovia PA-427, com o objetivo de resgatar uma tradição interrompida há mais de duas décadas.  Dessa vez, reuniu cerca de 1 mil e 500 pessoas de 12 comunidades.


O planejamento  é que, em 2024, a Festa volte a ser em julho, assim como era no passado, anexa às homenagens nacionais do Dia do Produtor Rural, no dia 25 daquele mês. A época coincide, ainda, com safras importantes da região. 

“É um momento célebre para a agricultura familiar do município, porque mostra a força do campo, prestigia a existência e movimenta renda”, anuncia o chefe do escritório local da Emater em Alenquer, o técnico em agropecuária Waldomiro Yared. 

Exemplo

Para Adélia Carvalho, ser a miss da retomada é uma honra: “Consiste em uma maravilha poder contar minha história, a da minha família e a do meu povo. Não é um mero concurso de beleza: é a materialização de um produto do nosso dia a dia, que nos alimenta e nos sustenta”, diz. 

Outras seis candidatas participaram da disputa, cada uma desfilando o trabalho mais destacado da sua respectiva comunidade, como pecuária de corte e suinocultura. 

A programação da Festa incluiu distribuição de comidas típicas e premiação com agroequipamentos.

O pai da Rainha, Pedro Carvalho, de 54 anos, conhecido como “Pedrinho” e atendido pela Emater desde 1998, doou 300 quilos de banana branca para os convidados: “O melhor brinde do mundo”, considera. 


Na Fazenda Solo Sagrado, além da banana, a família cria gado de corte e planta macaxeira, entre outros investimentos.


"A Emater é uma amiga, a gente vê até como parenta nossa. Ajuda, acompanha, fortalece e estimula - de a a gente poder passar lá no escritório pra tomar um cafezinho até pra nossos projetos de crédito rural", relata o agricultor.  

Texto: Aline Miranda

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação