Estado entrega CAFs e CAR para agricultores familiares acessarem benefícios públicos

Realizado no ponto conhecido como “Placas”, próximo à Vila do Limão, o evento consagrou o trabalho da Emater no município: 60 CAFs e 145 carteiras de produtor em 2023, além de quase 1.500 ações de CAR nos últimos cinco anos. 



17/11/2023 10h16 - Atualizada em 20/06/2024 06h40
Por Aline Miranda

Foto: Divulgação 

Durante a entrega, pelo governo do Estado, dos novos trechos das rodovias PA-254 e PA-423 , no Baixo Amazonas, na última quarta-feira (15), agricultores de Monte Alegre foram protagonistas de um momento especial de atendimento pela Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado do Pará (Emater): duas famílias representaram o recebimento das carteiras de produtores rurais, dos cadastros nacionais da agricultura familiar (CAFs) e dos cadastros ambientais rurais (CARs). 


Realizado no ponto conhecido como “Placas”, próximo à Vila do Limão, o evento consagrou o trabalho da Emater no município: 60 CAFs e 145 carteiras de produtor em 2023, além de quase 1.500 ações de CAR nos últimos cinco anos. 


O governador Helder Barbalho declarou uma grande alegria enquanto entregava os documentos à família Porto-Cruz, da comunidade São Raimundo. “Quero agradecer a Deus por nos permitir fazer transformações que melhoram a vida da população”, disse o chefe do Executivo Estadual. 

Foto: Divulgação 

Atendido pela Emater desde 2009, o casal Danilo Porto e Eliane Maria Cruz, ambos de 35 anos, produz limão taiti e mandioca no Sítio Nova Esperança. “Esta é mais uma assinatura da nossa cidadania. A Emater ajuda muito. Sem a Emater, temos consciência de que não conseguiríamos sozinhos ir além”, emocionaram-se. As principais vantagens das políticas públicas para a rotina com os dois filhos têm sido o crédito rural e a iniciação tecnológica. 


Agropecuária - De acordo com estimativas da Emater, a geração de renda em Monte Alegre vem quase exclusivamente da agropecuária, sendo mais de 90% da agricultura familiar. “O simbolismo da entrega de tais documentos concentra eficiência, democracia e desenvolvimento sustentável”, afirma o supervisor do escritório regional da Emater no Médio Amazonas, o técnico agrícola e veterinário Alain Giórgio Xavier. 

“É um serviço extremamente importante para a agricultura familiar: a carteira identifica com total portabilidade o agricultor aonde quer que ele vá, o CAF é um caminho às políticas públicas a que o produtor tem direito e o CAR possibilita que o produtor intervenha na propriedade de forma legal e regular do ponto de vista ambiental”, explica.

Texto de Aline Miranda / Ascom Emater